sábado, 10 de março de 2012

Canadá 3 anos - Cap1 - Idioma

Em breve vamos fazer 3 anos no Canadá, estaremos apto a solicitar a nossa cidadania, e de certa forma, estamos deixando de ser newcomers.
Neste e nos posts seguintes vou tentar fazer um resumo das nossas experiencias nesses tres anos, o que foi dificil, o que foi facil, o que foi decepcionante, o que foi uma grata surpresa.
Vamos conversar pelo idioma.
Toronto é uma cidade estranha, a porcentagem de pessoas que não falam ingles é altissima e a porcentagem dos que falam com sotaque então.... A professora substitua dos nossos filhos é um exemplo, quando alguma das professoras falta e ela assume a classe, é um divertimento para as crianças pelo resto do dia. Eles ficam imitando a professora!!! Quando ela dá o spelling test para as crianças, as vezes ela tem que pedir ajuda para saber como pronunciar a palavra, rs. Halifax já é diferente, no meu ambiente de trabalho por exemplo, existem só dois imigrantes, eu e um indiano.
Acho que uma das maiores dificuldades dos imigrantes é o idioma. O governo tem inumeras opções para facilitar isso, a grande maioria de graça. Tem os Lincs que são cursos de ingles totalmente gratis, mas nem sempre bem organizados (organização realmente não é o forte aqui no Canadá). Acho que o Linc vale a pena se voce chegar aqui com um nível básico, algo como nível 3 ou 4. Para níveis maiores ele não funciona bem. E no Linc tem muitos alunos "profissionais". É impressionante o numero de alunos com cerca de 10 anos de Canadá, que ainda estão nesses níveis baixos. Mas sem dúvida alguma a melhor "escola" para se aprender ingles aqui é a rua, a escola ou o trabalho.
Talvez o único Linc que´eu realmente indico é o do Dixie-Bloor Neighborhood Centre, acho que foi o mais organizado dos que eu conheci.
Tem tambem os cursos de ingles nos colleges. Apesar de ser orientado para quem quer fazer college, conhecendo a qualidade destes, eu diria que são excelentes opções.
Tem tambem os ELTs que mesclam curso de ingles com oportunidade de trabalho, algo como estágios não remunerados. Até pode valer a pena, mas somente se voce tiver interesse em trabalhar em uma área bem geral, como por exemplo, serviços administrativos. Se a sua experiencia for muito especifica, como a minha, é perda de tempo.
O canadense em geral é bem atencioso quando tentamos falar em ingles. Eles fazem de tudo para te entender e até te elogiam. E não estão nem aí para sotaque. O problema é encontrar um canadense que fale bem ingles em Toronto. É incrivel como por exemplo os imigrantes daqui não usam o Do ou o Does para formular perguntas!
Ah, e uma das primeiras coisas que o imigrante deve fazer quando chegar aqui é o Canadian Language Assessment, é gratis, e vai ser usado para entrar em qualquer curso de ingles, só não serve para Colleges/Universidades.

Eu tive muita dificuldade, na verdade, tenho muita dificuldade com línguas. Até que falo fluentemente, mas o problema é entender. Profissionalmente eu entendo tudo, mas nessas conversas do dia a dia eu ainda boio muito.
Mas se for fazer um balanço desses ultimos tres anos, foi facil se adaptar a mudança na lingua, acho que para a Lena tambem, e para as crianças foi facilimo. Um dos meus objetivos, que era fazer com que as crianças tivessem um ingles nativo sem perder o portugues, acho que já foi alcançado.

Um comentário:

  1. Completando por mim: eu me sinto muito mais confortável hoje para conversar e entender. Os canadenses são muito pacientes, ajudam, e sempre elogiam. A frase que mais ouço aqui é: "vc fala duas linguas e eu falo só uma".

    ResponderExcluir