quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Ser levado pela correnteza

Se é uma coisa que eu não gosto é de não estar completamente sobre o controle dos acontecimentos. E parece que é isto que está acontecendo agora.
Quando em dezembro eu recebi a noticia que estava aprovado para a vaga daqui de Halifax comecei a pensar em arranjar um lugar provisorio para morar e ver quanto custaria para ir para a casa ver a família, que móveis eu precisaria, como eram os onibus da cidade, etc. Mas meu chefe me ligou para perguntar se eu preferia um apartamento no térreo ou no primeiro andar! Tudo já estava certo, onde eu ia morar, o apartamento já estava mobiliado, passagem aérea de 15 em 15 dias, carro !!!!
Aí ele me manda os documentos para eu assinar, e vejo que o salário não era o que eu tinha pedido. Era maior!
Aí quando chego aqui vejo que estou como senior, o serviço é bom (na verdade, é o fillet mignon da engenharia). Descubro tambem que até o sapato de segurança eu posso jogar nas despesas da empresa!
Bom, vamos entao me concentrar em me tornar P. Eng o mais rapido possivel. Em Toronto foi só dificuldade, na verdade, eles me enganaram , dizendo que eu não precisava do título. Aqui, responderam o meu email no dia seguinte, e por enquanto, só estão falando em facilitar o processo, como por exemplo não exigindo de mim a entrega direta dos documentos do Brasil para cá.
Em Toronto eu sonhei com um mestrado profissionalizante, estudei todo o site da U of T, fiz perguntas por email (nunca respondidas) e fui lá pessoalmente. A atendente era super grossa sempre falava que a minha pergunta era óbvia e depois de cinco minutos falava, é realmente eu também não entendi direito isso. E olha que eu tava indo com indicação da escola de estudos continuados de lá mesmo. Aqui eu mandei um email e me responderam no dia seguinte, tive um dia livre no trabalho e resolvi ir lá sem marcar hora. A recepcionista perguntou se eu tinha marcado hora, disse que não, e ela: a voce fez bem de ter vindo, vou falar com  a moça da secretaria e ela arruma um horário para voce. Em cinco minutos já estava conversando com a secretária da escola e ela me pedindo desculpas porque não tinha muito tempo para conversar. Resultado, já fui pre-aprovado para fazer o curso. Curso que por sinal, ainda nem tenho certeza se quero fazer ou não.
Finalmente a Lena conheceu uma moça na escola das crianças que tem uma amiga aqui, essa amiga por sua vez tem uma amiga corretora. E lá estou eu, sábado passado, visitando escolas, bairros e discutindo preço de aluguel e mortgages.
Só que ainda falta pensar se queremos tudo isso!

6 comentários:

  1. e o que vc quer mais????????
    um "sârvaivel jóbi" ????
    eunice

    ResponderExcluir
  2. Eu ando super assustada com tudo isso tambem: essa força nos puxando e a gente se segurando como pode, rs. Eu prefiro quando parece que nós estamos no controle, mesmo que seja só impressão!!!


    Vem logo que estamos com saudades!!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, tudo muito bom! Mas sempre fica aquela dúvida né, tá tudo tão encaminhado em Toronto...
    Torcendo muito por vcs!!
    Luciana

    ResponderExcluir
  4. Estou gostando de acompanhar a "saga" de vocês. Acho mesmo que Toronto foi um começo, talvez nao seja o fim e se Halifax está abrindo as portas, entao porque nao tentar?

    Boa sorte!
    Claudia

    ResponderExcluir
  5. Sergio,

    Vc deve lembrar da nossa historia. Van era a cidade do coracao, mais o emprego em Calgary nos puxou.
    O que posso dizer, e que estamos felizes e agradecidos pela oportunidade.
    Vale a pena se jogar na oportunidade!
    Tudo de bom pra vcs!
    Neuzinha

    ResponderExcluir