quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Verão quente

Tivemos um verão quente esse ano. Não somente nas temperaturas, mas também nas nossas vidas.
Mudamos, isso foi um trabalhão enorme, primeiro acertar o destino, e depois a mudança propriamente dita. Pela primeira (e espero última) vez na minha vida eu dirigi um caminhão (alugado na Uhaul). Foram tres viagens (a sorte é que as casas eram realmente perto) e mais umas tres semanas arrumando as coisas. Talvez tenhamos perdido em espaço na casa nova, mas sem dúvida ganhamos no quesito privacidade.
Minha mãe (e minha irmã) veio e se foi. Uma viagem relampago, mas pelo menos deu para elas conhecerem Toronto e acho que aprender o caminho da viagem. Ir para o Brasil? Talvez em dezembro de 2011.
Nossa quarta filha veio. Nossa querida sobrinha veio e vai ficar. Vai fazer o grade 10 aqui conosco.
Comecei a trabalhar. Finalmente. Tudo bem que é um "survival job" mas dá para se divertir bastante. O pessoal até que é legal, mas é o nível cultural mais baixo que eu já vi na minha vida, rs. No Brasil não se estuda por falta de oportunidades, geralmente. Aqui, não se estuda porque é vagabundo mesmo, rs, rs, rs.
Compramos um carro novo, ou melhor, compramos um carro velho, rs. Para acomodomar a família que cresceu.
Fomos duas vezes para Niagara Falls, em tres semanas. Uma para levar a mãe, e outra para levar a filha.
Trocamos de escola das crianças. Saimos da escola pública e fomos para a católica. Esperamos que o nível de ensino seja o mesmo, mas esperamos que as crianças na católica consigam se integrar melhor. Se a regra aqui é se confinar no seu grupo étnico, vamos então ficar no nosso. Já no primeiro dia, lemos no regulamento da escola católica que a professora só pode entregar convite de aniversário de criança se for para a classe toda, ou seja, não pode entregar para um e não entregar para o outro. Espero que pelo menos o Eduardo não fique então sabendo das festas para as quais ele não é convidado!
E ainda falta uns dez dias para esse verão acabar!!

Um comentário:

  1. Oi Sérgio,
    Eu continuo trabalhando no ônibus, acho que já deu, vou fazer um ano de trqabalho no mês que vem, as vezes eu fico chateada porque o meu nível intelectual é muito melhor que muito canadense e eu ganho muito menos, mas passa, o meu inglês já tá bem melhor e eu já tenho fluência. Só me falta coragem para sair a procura de um novo trabalho.
    Bjkas.

    ResponderExcluir