sábado, 1 de maio de 2010

Curso na Universidade de Toronto - balanço final

O curso na U of T terminou semana passada. Foi um curso pesado, de cerca de 170h, dividido metade em cultura canadense e medade em aspectos técnicos. Na área de biotecnologia.
Os pontos positivos foram
- o curso foi sério, tinha prova, tinha que estudar. Se comparar com ELT's, tipo PMC, Skills for Change o abismo é enorme
- o nível dos alunos era excelente, composto basicamente por 50% de indianos e uns 30% de leste europeus, o pessoal era realmente bom. Tanto tecnicamente, vários masters e phd's, como pessoalmente. Valeu a pena conviver com esse pessoal
- tenho um curso da u of t , para por no meu resume, rs, rs.
- aprendi muitos aspectos da cultura canadense no curso. Como por exemplo que o Canadá não é um pais capitalista pleno como o Brasil ou os EUA. E que não é uma sociedade competitiva com a brasileira ou a americana (precisa tomar cuidado com isso, para não perder em pouco tempo o tão suado primeiro emprego)
E os negativos
- Muita prova, algumas matérias tinham prova todo o dia, as vezes a gente ficava mais focado nas avaliações do que na matéria propriamente dita
- A parte técnica ficou sendo gerenciada por um médico, e aí é um problema. Os médicos não são biotecnólogos e não sabem exatamente o que é biotecnologia. Era um cara legal, interessado na gente, muito comunicativo mas acabou passando uma imagem de subdesenvolvimento para o Canadá, e que o nosso futuro (imigrantes ou não) é o survival job.
- Fiquei muito surpreso com o nível dos alunos do curso regular de mestrado da U of T. O pessoal me pareceu bem imaturo. Mas também eles foram muito prejudicados nas "lectures" que eles faziam na universidade. Aqui no Canadá o mestrado não tem um trabalho particular do aluno. Então eles apresentavam trabalho dos outros. E é dificil defender um trabalho que voce não domina e as vezes nem concorda
Em resumo, acho que o curso foi bom para mim. Deu para me divertir, e na pior das hipóteses o meu ingles melhorou bastante. Fiz várias apresentações no curso em ingles e acho que todo mundo me entendeu, rs.
Mas, não dá para comparar com as universidades brasileiras. A Universidade de Toronto é muito boa, uma das melhores do Canadá, mas com toda a certeza não é a Universidade de São Paulo. E não dá para querermos ficar comparando, que era o que eu fazia no começo do curso. Tanto em termos de organização, parte administrativa quanto na parte técnica.

Um comentário:

  1. Oi Sergio, parabéns pelo curso... Deve ter sido uma ótima experiência...... Eu sempre quis estudar lá e ate conversei com prof Peter zandstra (células tronco) para ver se tinha oportunidade de doutorado......
    Acompanho diariamente a história da sua família e fico muito feliz pelas conquistas......

    "Quem arrisca, vence"

    lembranças para marilena....

    Abs

    Chang

    ResponderExcluir