quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A procura de emprego

Agora, com o Edu, Lena e as meninas na escola estou com as manhãs livres para procurar emprego. São duas horas e meia de dedicação exclusiva, bom descontando o tempo em que lavo as roupas (na máquina é claro), arrumo as camas e arrumo a cozinha do café da manhã. Mas é um bom tempo.
Hoje faz exatamente um mes que estou nessa rotina, foram 34 currículos enviados (monster, workopolis, sites das empresas e sites de head hunters). O retorno foi de 2 processos seletivos (ou seja 6% dos currículos enviados).
Curiosidades:
- Um ponto negativo para procurar emprego aqui é o sistema de telefonia, vira e mexe o nosso telefone quebra. Duvido que um empregador vai ficar tentando vários dias ligar para um candidato que o número só dá ocupado. Preciso deixar também o número do celular nos currículos (que eu não fazia, para não correr o risco por exemplo de fazer uma entrevista no transito).
- Mandei um currículo para uma empresa e não obtive retorno. Aí um headhunter achou meu currículo no monster, me ligou, e estou no processo seletivo. Estranho porque a empresa prefere pagar ao headhunter do que me contatar direto, mas....
- Um dos processos seletivos é em News Brunswick, um estado pequeno, mais ao norte. Curiosamente é o único estado realmente bilingue do Canadá. A vaga parece ser interessante, mas eu não vou levar adiante. Além de ter que se mudar de novo, para um vilarejo de 20.000 habitantes em um lugar hiper frio (para os padrões canadenses), ainda teria que arcar com todos os custos da entrevista, como passagem de avião por exemplo. O investimento vai ser muito alto, para uma possibilidade de retorno relativamente baixa.
Mas estou animado, nunca desde que chegamos ao Canadá, tem aparecido tantas vagas na minha área. E mesmo baixo, o retorno desse vez foi interessante. Qualquer dia desses dá certo, e como dizia meu professor em Mississauga, não se preocupem se o retorno dos currículos é baixo, porque precisamos de um emprego somente, rs, rs, rs.

2 comentários:

  1. Sérgio estou te achando bem animado!!! Tenho certeza que quando encontrar o emprego, este valerá por todo o caminho percorrido!!! Sorte pra você!!! Um abraço,
    Silvia

    ResponderExcluir
  2. Comigo aconteceu exatamente esse negócio que vc falou do headhunter me ligar pra preencher uma vaga a qual eu mesmo mandei currículo direto pra empresa e ela não me retornou. Pra empresa tanto faz, o que acontece é que vc vai ganhar menos através do headhunter (eu ganho 20% a menos do que ser contratado "diretamente" com a empresa na qual estou trabalhando)...

    Mas ainda assim é melhor do que não ser chamado, né! heheh

    Boa sorte!

    ResponderExcluir