quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Governo de união nacional

É impressionante como o Brasil conseguiu um governo de união nacional. Toda a sociedade conseguiu se reunir para salvar o Sarney, formando um leque começando com os que sempre gostaram dele até os que foram oposição até alguns poucos anos atrás. Todas as acusações contra ele foram arquivadas pelo senado, numa aliança entre os senadores do PMDB, PTB, PT e PC do B. Isto mesmo até o PC do B entrou na união nacional pela salvação do Sarney. Na verdade, só está faltando a adesão do PSDB e do DEM, mas estes não podem entrar, porque foram escolhidos pelo governo para serem os inimigos. O que é uma pena, porque as práticas deles são exatamente as mesmas dos outros.
Dois senadores indignados sairam do PT hoje. Mas até deles dá para desconfiar. A Marina vai sair para se candidatar a presidente pelo PV e o Arns, parece até que ficou indignado mesmo, mas será que depois de oito anos, só agora ele entendeu a carta ao povo brasileiro (ou algo semelhante, aquela carta que o Lula apresentou antes da primeira eleição)
Blogs como por exemplo o do Ricardo Kotscho estão radiantes, finalmente a população conseguiu derrotar a "mídia", um nome meio genérico para abrigar aquelas pessoas horríveis que acreditam que o Brasil tem todo o potencial para entrar no primeiro mundo, desde que faça algumas reformas, como por exemplo atacar a corrupção, educação e saúde de bom nível para todos, reforma política, tributária, etc. Mas esse pessoal é minoria, e tem que fazer o que o governo militar sugeria no começo da década de 70. Brasil, ame-o ou deixe-o.

Nenhum comentário:

Postar um comentário