terça-feira, 16 de junho de 2009

Como comprar carro

A compra do carro foi muito semelhante ao que fariamos no Brasil, pesquisa na internet (por sinal no Brasil se leva muito mais a sério internet, aqui o carro é vendido e demoram dias para tirar da rede ou o contrário, tem carro que nem postaram ainda), visita, olha o carro, dá uma voltinha, discute, ve os problemas, ve as vantagens, ve se o carro sorri para a gente, etc.
Mas na hora de fechar o preço é completamente diferente. Pelo menos isso aconteceu comigo.
Há uma espécie de leilão, a gente preenche uma ficha e coloca um preço. Já tinha uma dica para fazer isso, joguei o preço lá embaixo. Tudo normal, o vendedor foi falar com o chefe e voltou depois de um tempo dizendo que minha proposta não tinha sido aceita mas o chefe tinha chegado mais perto. De novo não aceitei, mas subi um pouco minha proposta. Segundo round. Não aceito de novo, mas o preço foi mais um pouquinho abaixado. Bom aí aceitei, tava muito próximo da minha proposta e para ser franco, ficou abaixo do limite que eu ia pagar.
Não recebi a dica e funcionou tudo direitinho. Sugiro que façam o mesmo, mas não me responsabilizo se alguem levar um pontapé no traseiro, rs.
Mas de qualquer forma é uma forma de negociação completamente diferente, as partes que negociavam, nem se viram!

Um comentário:

  1. Oi Sérgio,
    isso aconteceu com a gente rsrsr
    Fomos comprar o nosso segundo carro aqui e fizemos da mesma forma que vc, estava rindo aqui rsrs.
    Bjos, Eliane

    ResponderExcluir