quarta-feira, 10 de junho de 2009

Acces Employment

A Lena, não sei se em tom de crítica ou elogio, me disse esses dias, poxa Sergio voce tá atirando para todos os lados, né?
E é verdade, estou mesmo atirando para todos os lados. Para ser franco ninguem conseguiu me explicar com um pouco de organização quais são os programas que seriam bons para eu fazer aqui, então toda a porta aberta que eu vejo eu entro. O que vai ser importante ou não, só o futuro irá dizer.
Bom, hoje foi o dia de uma apresentação no Acces Employment, para ser mais preciso no Engineering Conections. Somos ao todo em sete, um indiano, um paquistanes, um egípcio, um iraquiano, um colombiano, um venezuelano e eu. A palestra foi dada por um bengali, rapazinho novo, imigrante como todos nós, todo "fashion", mas gostei do cara, me pareceu bem humilde e com o pé no chão. Falou francamente das dificuldades que teremos, mas não minou nossa auto-estima, rs.
Esse programa é extenso, consta de 6 semanas de segunda a sexta full time como employment preparation e de um curso de ingles dedicado a engenharia de 10 semanas, part-time. Tem também um curso pesado sobre softwares de engenharia, mas eu to fora, é só para engenheiros mecanicos, elétricos e civis. Mas eu entendo os softwares de engenharia química são muito específicos, muito caros e ninguem conhece direito.
Para ser elegível a esse programa é necessário, ser imigrante legal, ter a documentação academica com a equivalencia feita aqui (isso nem sei como vou fazer), ter feito o teste de ingles no CLB (ver post anterior), ter trabalhado nos últimos 3 anos em engenharia no país de origem e não ter experiencia canadense. Estou dentro de todos os tópicos, só preciso fazer a equivalencia do meu diploma, mas isto tenho que estudar primeiro para ver como se faz, eles me deram o caminho das pedras.
O nível mínimo de ingles é 7, se tiver algum 6 eles permitem que faça o curso ao mesmo tempo do curso de ingles.
Agora o que é o principal, nesse período do curso eles vão estar comigo procurando emprego. Segundo eles muitas vagas de engenharia entram nessas agencias como as deles antes de serem divulgadas. E outra vantagem, tudo pago pelo governo canadense, eu não vou pagar nada.
Ah, e mais um aviso, assim como tem esse programa específico para engenheiros, existem outros grupos de trabalho lá dentro que trabalham com outras profissões.
Acho que vale a pena checar esse Acces.
Mas como falei no começo, se não tivesse cruzado com eles na job fair (em que fui até mal atendido, porque era a filial de Scaraborough e eles me dispensaram quando falei que era de Mississauga), jamais os teria conhecido, mesmo eles estando no prédio da frente.

5 comentários:

  1. Foi uma constatação e não uma crítica, rs...

    ResponderExcluir
  2. Oi Sérgio, foi um curso muito parecido que o Paulo fez aqui em Calgary, só que era full time e ainda tinha ajuda de custo durante a duração do curso, tudo custeado pelo governo canadense, esse curso é muito disputado por aqui, tinha cerca de 300 profissionais disputando as 15 vagas.Foram 15 eng. sendo que 12 estão trab. 10 no praticum de 3 meses e 2 que já foram contratados logo de início, o Paulo é um deles. Tinha 3 eng. químicos junto. A formatura vai ser agora dia 29/06, acho que vc está certo, tem que ir atrás de tudo e procurar o melhor programa para vc.
    Só uma pergunta, essa é do Paulo hehehe, vc já deu entrada no seu P.Eng?.
    Abraços, Eliane.

    ResponderExcluir
  3. Respondendo a Eliane,
    acho que o curso que o Paulo fez era diferente, era mais técnico, não?
    Aqui não tem ajuda de custo não. E nem é disputado, pelo contrário, as agencias fazem a maior propaganda (inclusive alugando stand nas feiras) para chamar gente. No meu grupo só 7 pessoas se inscreveram. Por isso acho que o curso é diferente.
    O curso do Paulo eu não encontrei por aqui não.
    Respondendo ao Paulo eu não entrei ainda não, e talvez demore bastante para fazer isso. Os engenheiros químicos que trabalham em consultoria, que seria o meu caso, não precisam ser PEng. Ou melhor, se forem PEng ótimo, inclusive salarialmente, mas não é obrigatório ser. Todas as agencias que eu fui até agora, sugeriram eu não jogar muito esforço nisso agora não. Mas pela sua pergunta, Paulo, sua experiencia aqui no Canadá deve ter sido bem diferente nesse aspecto, não?

    ResponderExcluir
  4. Oi Sérgio,

    Sobre fazer a equivalencia do diploma, o Maurício mandou todos os diplomas dele pra uma Universidade aí em Toronto,aí depois de uma semana eles mandaram de volta. Tudo por uma " bagatela", se não me falha a memória, de 400,00 rsrsr

    Inté, Neuzinha

    ResponderExcluir
  5. Oi Sérgio,
    desculpe só agora pude ler a sua resposta, o curso do Paulo era bem técnico sim. Como engenheiro cívil o Paulo pode trabalhar sem PEng, mas o salário é 30% menor que com PEng da média do mercado, então para nós vale a pena investir, a documentação já está toda entregue desde outubro do ano passado e até agora nada rsrs, o Paulo tem uma prova de leis e éticas agora dia 20/07, ele está fazendo um curso uma vez por semana. Na prefeitura de Calgary ele está com salário de engenheiro EIT assim que tiver o PEng vai para senior.
    Abraços, Eliane.

    ResponderExcluir