quarta-feira, 13 de maio de 2009

Gripe não suína 2

O Eduardo piorou ontem depois do almoço. Começou a vomitar. Levamos ele novamente a walk-in clinica na lakeshore. Como estamos sem carro, pegamos um taxi. Teve que ser uma van para levar as crianças. Na ida pegamos um motorista indiano, e como parece ser uma regra entre eles, louco para um papinho. Um pouco de transito, mas tudo bem.
Lá na walk-in clinic as coisas não foram tão bem assim, tive a impressão que o médico queria mais jogar o problema para algum outro no hospital. Para começar, primeira vez que isto ocorre aqui, tive que assinar um documento colocando Toronto como o forum para qualquer pendencia judicial entre eu e o médico!!!! Mas aparentemente o Dudu tem apenas uma virose, e já está se recuperando bem.
A Luísa reclamou ontem de dor de ouvido, e.... Tá com o ouvido inflamado sim. Toca tomar antibiótico. Mas pelo visto também está sob controle.
Não vejo a hora de passar os tres meses de carencia que temos para usar o health care daqui do Canadá. Aí poderemos ter um médico de família (não sei se vai ser fácil encontrar) e acesso a qualquer walk-in clinica ou hospital. Não que eu tenha reclamação da assist-card, pelo contrário, mas ter apenas uma única opção, e longe, é bem ruim. Bom, falta um mes e cinco dias.

Um comentário:

  1. Não tenho certeza que esta é mesmo a nossa unica opção. Da proximas vez quero ligar antes e saber quem é o medico que está atendendo e perguntar se existe outra opção caso seja este fulano.
    Alem de querer passar a bola para outro médico o cara ainda tinha um ingles medonho. Não que ele tivesse algum sotaque, ele falava um ingles que eu não conseguia entender; as palavras não se pareciam com nada que eu já tenha ouvido na vida. Sem contar que ele tambem não nos entendia, mesmo quando falavamos devagar ou soletravamos e ficava nervoso nos dois casos.
    E pra completar ele era nojento!!! Ele falava com a boca cheia de saliva e, sem exagero nenhum, fazia bolinhas quando dizia palavras com M por exemplo.
    E queria que eu levasse o Eduardo para o hospital porque eu disse que o intestino dele estava um pouco preso. Ele queria que fizessem uma lavagem ou coisa parecida.
    Quando saimos da clinica eu preferi ir pra casa e facilmente resolvemos o problema sem dor, sem lavagem e sem riscos de hospital.
    Vou passar ainda varios dias com a imagem daquele nojento salivando!!!!

    ResponderExcluir