quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Cidadania portuguesa

Como a empreitada dos vistos canadenses já está praticamente concluída, nós (eu e a Marilena) precisamos de outra encreca para nos entreter. E nada melhor do que agora tentar a cidadania européia!!!!

Isso mesmo, a Marilena, ao contrário de mim, é brasileira de segunda geração apenas. Ou seja, ela tem os quatro avós europeus, três portugueses e um italiano. A lei portuguesa então entende que ela pode ser portuguesa também. Entramos no site da embaixada portuguesa e agora parece que saiu uma lei que simplifica em muito o pedido de dupla nacionalidade e melhor ainda, coíbe a participação de atravessadores (ou seja, reduz o custo enormemente).

Como neta de portugueses a Marilena tem direito a nacionalidade mas não pode passar para os filhos. Então o melhor passo que temos que dar agora é transformar o pai dela, nascido no Brasil, em português. Aí a Marilena pode entrar com o pedido por ser filha de portugueses e aí sim passa para as crianças.

Ligamos para o consulado português e fomos bem atendidos. Parece que eles vão nos falando passo a passo o que temos que fazer.A primeira etapa é regularizar a situação dos avós em Portugal. Os dois casaram-se lá (o que parece que simplifica o processo, senão teríamos que registrar o casamento deles lá pelo que parece), mas morreram aqui no Brasil. Tivemos então que solicitar no cartório a segunda via da certidão de óbito dos dois (fácil, precisa saber somente o nome completo , a data do óbito e lógico o cartório onde foi registrado). Agora temos que ler no site da embaixada portuguesa como mandar estes documentos para o Consulado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário